Total de visualizações de página

terça-feira, 23 de abril de 2013

Onde está a brava gente?

Hoje, não sei por que motivo, lembrei-me do hino da independência. E, conforme fui lembrando a letra, fui refletindo sobre ela. Antes disso, porém, eu fiquei pensando 'quantas crianças será que sabem cantar esse hino ou que ele sequer existe?'. O refrão é bem inspirador: "Brava gente brasileira!/Longe vá temor servil...", já nesses dois versos, parei para pensar: 'Onde está essa tal brava gente brasileira? E o temor servil? Será que foi para longe mesmo?'

À época da independência, o Brasil era apenas uma colônia de Portugal e todo o lucro gerado aqui, ia para eles, e, provavelmente, venha daí o temor servil. Mas será que esse temor se foi mesmo? Será que hoje não servimos um outro Portugal? Uma minoria sacana chamada políticos que rouba da população embaixo do seu próprio nariz, talvez?


A quarta estrofe diz: "Parabéns, ó brasileiros!/Já, com garbo juvenil,/Do universo entre as nações/Resplandece a do Brasil". Só se for no futebol, né? Afinal, só assim para os jovens do Brasil serem reconhecidos hoje, jogando futebol. Como se não bastasse isso, ainda sediaremos o evento da Copa em 2014, incentivando ainda mais as crianças a deixarem de estudar para correr atrás de uma bola. É como se os políticos estivessem dizendo 'ei, menino, você quer parar de estudar para jogar futebol pelo resto da vida?' Como uma criança sem nenhuma noção da vida pode recusar algo assim?

E a parte que faltou do refrão e como se encerra o hino é: "Ou ficar a pátria livre/Ou morrer pelo Brasil". Acho que é exatamente esse o espírito que falta aos brasileiros. A pátria livre hoje teria que ser livre de corrupção, de violência, de desigualdade social, de fome, de miséria, de racismo e de preconceito. Mas quem hoje tem coragem de morrer para que isso se torne realidade? Quem hoje tem coragem de se sacrificar para que outros tenham um futuro melhor amanhã? Estamos em um estado em que não está bom como está, mas é melhor não tentar mudar, vai que piora.

O que ninguém vê é que está piorando, gradualmente, de forma devagar e quase imperceptível, e logo será irreversível. Aí, eu pergunto, onde está a brava gente quando precisamos dela? Hein? Cadê você, brava gente brasileira?

3 comentários :

  1. Boa! Bela reflexão. Por anda a brava gente? rsrsrs. Mesmo assim acredito que temos que continuar acreditando e lutar sempre, pois a única batalha que perdemos é a que abandamos de vez. No caso do Brasil, apesar dos pesares ainda precisamos lutar, embora seja imenso o desafio para conseguir sair dos grandes problemas crônicas que o país vive.

    ResponderExcluir
  2. MUITO bom! Reflexão importante aliada à crítica. Gostei da sua ideia de 'questionar' a realidade brasileira através do hino da independência.

    ResponderExcluir
  3. Belíssima interpretação, meu amigo.

    ResponderExcluir